quinta-feira, 27 de julho de 2017

BOMBA HELBOY!!!! SERGIO MORO AUTORIZA DEPOSITO EM CONTA CORRENTE FRAUDULENTA !!

O juiz autorizou agente de polícia americana, um agente do FBI a abertura de conta secreta para agente de polícia americana com a produção de documento falso e , um agente do FBI recebeu os documentos liberado pela receita federal e policia civil!
Não se sabe direito qual a procedência correta  do dinheiro que veio do exterior para o Brasil!
De acordo com as explicações erá dinheiro de uma facção criminosa rastreada , mas quem garante este argumento, depois de tantas produções de provas por ilações em vários processos  sem o devido valor cabal dos documentos!

Analisando as leis brasileira Sergio Moro  atropelou  as leis brasileiras :

  • para que o FBI dos Estados Unidos da America agisse em território nacional.

Através de muitos estudos verificamos que é notório em nosso país, nem sempre as ordem judiciais são cumpridas pelas partes litigantes, o que causa desprestígio ao Poder Judiciário e faz rondar nos noticiários, inclusive internacionais, o fantasma da impunidade.


E não são poucos os exemplos onde maus litigantes, no direito , tornam das decisões judiciais letra morta:
  • não apresentação de documentos essenciais ao deslinde do processo, recusa na devolução de bens que não os pertencem, não cumprimento de depósitos judiciais (como na penhora de faturamento) etc.
Todavia, a desobediência à ordem judicial é crime comum, tipificado no 

  • artigo 330 do Código Penal (1), e quanto à sua consumação, os juízes de direito que não estão lotados numa vara criminal muitas vezes deixam de analisar o evento com o rigor necessário, mesmo diante de notórios atos de descumprimento.
Os juízes que não possuem competência penal, ao vislumbrarem o descumprimento das ordens judiciais que proferem, quando muito, determinam a extração de cópias ao Ministério Público ou a uma Delegacia de Polícia, com o escopo de que estes órgãos possam apurar a ocorrência do delito, esquecendo-se do estado de flagrância do crime. 
  • Tal procedimento -- extremamente burocrático e desnecessário -- costuma demorar meses para surtir algum efeito, o que significa a própria vitória daquele que descumpre a ordem judicial.
Decisões como essas, se mais aplicadas, fariam com que se aumentasse o prestígio do Poder Judiciário, diminuindo o índice de descumprimento de decisões judiciais e afastando-se o fantasma da impunidade.

  • A Lei nº 132/04 , o Poder Judiciário beneficia  com um mecanismo que, visa a dar maior efetividade às ordens judiciais, prevê a decretação de prisão pelo prazo de até 60 dias nos caso de descumprimento de ordens judiciais, adicionando cinco parágrafos ao artigo 14 do Código de Processo Civil.
A AUTORIZAÇÃO PARA ABERTURA DA CONTA CORRENTE!


O Juiz Sérgio Moro determinou em 2007 a criação de RG e CPF falsos e a abertura de uma conta bancária secreta para uso de um agente policial norte-americano, em investigação conjunta com a Polícia Federal do Brasil. 

  • No decorrer da operação, um brasileiro investigado nos EUA chegou a fazer uma remessa ilegal de US$ 100 mil ( Dollares),para a conta falsa aberta no Banco do Brasil, induzido pelo agente estrangeiro infiltrado.
Verificamos que houve varios questionamento de jornalistas quanto a ação do juiz paranaense Sergio Moro , sobre o assunto, por meio da assessoria de imprensa da Justiça Federal, que afirmaram : 

  • não ter tempo hábil para levantar as informações antes da publicação desta reportagem (leia mais abaixo).
Todas essas informações constam nos autos do processo nº. 2007.70.00.011914-0 – vários jornalistas tiveram acesso – e que ocorreu sob a fiscalização do Tribunal Regional Federal da 4ª Região até 2008, quando a competência da investigação foi transferida para a PF no Rio de Janeiro e porque?.


A ILEGALIDADE NA AÇÃO DETERMINADA NO PROCESSOS LEGAL

Especialistas em Direito Penal apontam ilegalidade na ação determinada pelo juiz Sergio Moro, uma vez que a lei brasileira não permite que autoridades policiais provoquem ou incorram em crimes, mesmo que seja com o intuito de desvendar um ilícito maior. 

  • Além disso, Moro não buscou autorização ou mesmo deu conhecimento ao Ministério da Justiça da operação que julgava, conforme deveria ter feito, segundo a lei.
VAMOS ENTENDER O CASO!
Em março de 2007, a Polícia Federal no Paraná recebeu da Embaixada dos Estados Unidos um ofício informando que as autoridades do Estado da Geórgia estavam investigando um cidadão brasileiro pela prática de remessas ilícitas de dinheiro de lá para o Brasil. Na mesma correspondência, foi proposta uma investigação conjunta entre os países.

Dois meses depois, a PF solicitou uma “autorização judicial para ação controlada” junto à 2ª Vara Federal de Curitiba, 

  • então presidida pelo juiz Sérgio Moro, para realizar uma operação conjunta com autoridades policiais norte-americanas. O pedido era para que se criasse um CPF (Cadastro de Pessoa Física) falso e uma conta-corrente a ele vinculada no Brasil, a fim de que policiais norte-americanos induzissem um suspeito a remeter ilegalmente US$ 100 mil para o país. O objetivo da ação era rastrear os caminhos e as contas por onde passaria a quantia. 
A solicitação foi integralmente deferida pelo juiz Moro, que não deu ciência prévia ao Ministério Público Federal da operação que autorizava, como determina a lei:


  • “Defiro o requerido pela autoridade policial, autorizando a realização da operação conjunta disfarçada e de todos os atos necessários para a sua efetivação no Brasil, a fim de revelar inteiramente as contas para remeter informalmente dinheiro dos Estados Unidos para o Brasil. A autorização inclui, se for o caso e segundo o planejamento a ser traçado entre as autoridades policiais, a utilização de agentes ou pessoas disfarçadas também no Brasil, a abertura de contas correntes no Brasil em nome delas ou de identidades a serem criadas.”
No mesmo despacho, Moro determinou que não configuraria crime de falsidade ideológica a criação e o fornecimento de documentação falsa aos agentes estrangeiros: 

  • “Caso se culmine por abrir contas em nome de pessoas não existentes e para tanto por fornecer dados falsos a agentes bancários, que as autoridades policiais não incorrem na prática de crimes, inclusive de falso, pois, um, agem com autorização judicial e, dois, não agem com dolo de cometer crimes, mas com dolo de realizar o necessário para a operação disfarçada e, com isso, combater crimes.”
Depois disso, foram feitas outras quatro solicitações da PF ao juiz Moro, todas deferidas pelo magistrado sem consulta prévia à Procuradoria Federal. Atendendo aos pedidos, o juiz solicitou a criação do CPF falso para a Receita Federal:

“Ilmo. Sr. Secretário da Receita Federal,

A fim de viabilizar investigação sigilosa em curso nesta Vara e realizada pela Polícia Federal, vimos solicitar a criação de um CPF em nome da pessoa fictícia Carlos Augusto Geronasso, filho de Antonieta de Fátima Geronasso, residente à Rua Padre Antônio Simeão Neto, nº 1.704, bairro Cabral, em Curitiba/PR”.

Além disso, o magistrado solicitou a abertura de uma conta no Banco do Brasil, com a orientação de que os órgãos financeiros fiscalizadores não fossem informados de qualquer operação suspeita:

“Ilmo. Sr. Gerente, [do Banco do Brasil]. 

A fim de viabilizar investigação sigilosa em curso nesta Vara e realizada pela Polícia Federal, vimos determinar a abertura de conta corrente em nome de (identidade falsa).

(…) De forma semelhante, não deverá ser comunicada ao COAF ou ao Bacen qualquer operação suspeita envolvendo a referida conta”.

Criados o CPF e a conta bancária, as autoridades norte-americanas realizaram a operação. Dirigiram-se ao suspeito e, fingindo serem clientes, entregaram-lhe a quantia, solicitando que fosse ilegalmente transferida para a conta fictícia no Brasil.
AQUI PAIRA UMA DUVIDA !

Feita a transferência, o caminho do dinheiro enviado à conta falsa foi rastreado, chegando-se a uma empresa com sede no Rio de Janeiro. 
Sua quebra de sigilo foi prontamente solicitada e deferida. Como a empresa era de outro Estado, a investigação saiu da competência de Moro e do TRF-4, sendo transferida para o Rio.

Agora fica uma pergunta se um juiz pode movimentar toda esta trama sem autorização de outro órgão jurídico competente ,o que ele não pode fazer para incriminar um inocente com produções de provas a seu proprio beneficio como juiz?

Você decide como julgar Sergio Moro como juiz?

Depois de tudo isto será que ele tem Moral para condenar e bloquear bens e ativos dos supostos condenados?

Pensem e reflitam um pouco!


BOMBA DA CONSPIRAÇÃO!!!! MICHEL TEMER USARÁ A GUILHOTINA CONTRA MEIRELLES!!

Ele dará a cabeça de Meirelles, Armínio Fraga irá assumir o Ministério da economia.
Leia, urgente:
Depois de debatermos sobre varias horas chegamos a conclusão que Michel Temer esta sentindo uma uma conspiração para tirá-lo do poder e colocar Henrique Meirelles no lugar; 

A LIBERAÇÃO DAS DENUNCIAS CONTRA MICHEL TEMER
"E certamente Michel Temer está aguardando apenas se livrar das denúncias na Câmara e conseguir rejeitar este pedido de impeachment para fazer o que ele gostaria de fazer agora com o Meirelles, ou seja, demiti-lo. (...)
  • Com a queda anunciada de Meirelles, seu provável sucessor é Armínio Fraga, que já havia sido anunciado por Aécio Neves na sua campanha como seu ministro da Fazenda. E hoje, um dos sócios prioritários do governo Temer é Aécio, que está numa situação tão complicada quanto a políticos do proprio PDMB", cobra comendo cobra!
O senhor e a senhora, o moço e a moça, tem agora tem a certeza que o governo Michel Temer é uma quadrilha, um bando de corruptos. Afinal de contas, há muitas demonstrações que vêm sendo dadas neste sentido desde que o golpe contra Dilma se perpetuou.E todos acharam que estavam escolhendo Aécio Neves indiretamente , mas deu tudo errado
  • È muito importante que o senhor e a senhora, o moço e a moça, percebam que o governo de Michel Temer é composto de pessoas de caráteres duvidosos, mas muito habilidosos, todos muito especializados na arte de construir esquemas criminosos de maneira bem feita. E quando criminosos atuam, eles sabem anotar a chapa daqueles que, porventura, venham a lhe criar problemas.
E isso aconteceu com o ministro Meirelles. Na ocasião da revelação dos áudios da JBS, Já fizemos varias postagens sobre Meirelles que havia sido preservado de forma clara por Joesley naquela gravação que ele sabia que estava acontecendo.

A CONVERSA DE JOESLEY
Joesley disse para Temer que Meirelles gostava de trabalhar. Joesley disse pra Michel Temer que, se convidado a ir para a praia, Meirelles não iria. Joesley disse que o senhor ministro da Fazenda criava problemas pra ele pra fazer coisas que não eram assim, digamos, coisas republicanas. 
  • E ali ficou claro que, de alguma forma, Joesley buscava transformar Meirelles em uma pessoa que respeitava os valores da República.
Verificamos que certamente pessoas do próprio governo de Michel Temer, perceberam que havia um plano, talvez, para, com a queda de Temer, fazer do ministro da Fazenda o seu sucessor.
  • E hoje o Buzz Feed Brasil dá uma matéria que teve repercussão em vários órgãos de imprensa de que Meirelles recebeu mais de R$ 217 milhões em consultoria, ou como disse o colega Nassif, em lobby, e que boa parte desses recursos estava fora do Brasil na Bahamas.
JULGAMENTO DA QUALIDADE DAS INFORMAÇÕES!
Analisamos que cabe julgamento da qualidade das informações por que começou a estourar somente agora?
  • mas quando essas coisas vêm à tona, é que alguém de dentro, pelo menos, passou a dica. Investigando varias matérias jornalísticas identificamos um cartório onde a esta o registro feito a empresa de Meirelles e verificou que havia aquele documento que comprovava a denúncia . 
Ou seja, Meirelles está sendo punido por tentar jogar contra Michel Temer.

Temer percebeu que ele era o que se costuma a chamar na política de conspirador, um cavalo de Tróia dentro do governo. E certamente Temer está aguardando apenas se livrar das denúncias na Câmara e conseguir rejeitar este pedido de impeachment para fazer o que ele gostaria de fazer agora com o Meirelles, ou seja, demiti-lo. 
  • Meirelles provavelmente será demitido por Temer depois que ele escapar do impeachment.
E com a queda de Meirelles, seu provável sucessor é Armínio Fraga, que já havia sido anunciado por Aécio Neves na sua campanha como seu ministro da Fazenda. E hoje, um dos sócios prioritários do governo Temer é Aécio, que está numa situação tão complicada quanto a do presidente.

A QUEBRADEIRA DO PSDB NOS TEMPOS DE FHC

O PSDB está se arrumando para assumir o governo pelas beiradas irão colocar Arminio Fraga isto mesmo é aquele, dos tempos de FHC, que elevou os juros a 45% e quebrou a economia do Brasil. Seu plano para conter a inflação em 2001 foi bem simples:

  • elevando juros as empresas ganhavam mais dinheiro aplicando e recolhendo juros do que produzindo, sem produção não havia emprego e sem emprego ninguém tinha dinheiro pra comprar, assim a inflação não subia mais. 



Teremos um desastre já anunciado.

BOMBA BAHAMAS!!!! MEIRELLES ESTÁ LIGADO A NEGÓCIOS SOMBRIOS NO EXTERIOR!

Os negócios sombrios foi descoberto em Bahamas que o ligam a um escândalo internacional!!
E poderá complicar ainda mais o governo de Michel Temer.

Os rolos empresariais de Henrique Meirelles vêm de longe e poderá levantar o lençol de um dos quartos do hotel dos negócios na Bahamas.

É preciso que os brasileiros saibam bem quem são e o que fazem os hipócritas que, useira mente escondem-se atrás de pífia capa de moralismo ! As denúncias que, esperamos serem devidamente comprovadas, mostram o lado oculto de um Ministro que apregoa aos quatro ventos pobreza estatal e, pretende punir aos contribuintes, majorando impostos com objetivos nem sempre confessáveis.

Henrique Meirelles, a grande unanimidade das elites do país, que insistem em colocá-lo acima de qualquer suspeita, tem um “detalhe” em sua biografia que a imprensa golpista deixou passar: 

· ele era o presidente do grupo durante os anos em que o JBS repassou ao redor de meio bilhão de reais aos políticos, com carta branca dos donos. 

· Uma de suas responsabilidades era exatamente o contato com o mundo político. 

· Não é incrível? 

· E não sabia de tudo? 

· Ele viu nada? 

· Ele “trocava figurinhas” com o agora mega delator e seu ex-patrão Joesley Batista?

MOMENTO DE SER PRESO POR OBSTRUÇÃO FA JUSTIÇA

· Se sabia, é inexplicável que não tenha ainda entrado na dança. 

· Se sabia e atuou em parceria com Joesley, mais grave ainda. 

· Se não sabia, bem… se Meirelles foi o presidente do grupo entre 2012 e 2016 e não soube que saíram R$ 500 milhões do caixa das empresas, nas mãos de quem está a economia do país?

OS MILHÕES ENVOLVENDO HENRIQUE MEIRELLES E SEUS FAMILIARES

Em 2004, o PSDB pediu a sua demissão do Governo Lula porque seu primo (e procurador) Marco Túlio Pereira de Campos, foi detido no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, quando embarcava para Brasília levando na pasta R$ 32 mil em espécie.

Ele era acusado de ter aberto uma empresa quando já estava no Governo, a Catenária Participações, aberta em Goiás, em 2003, tendo o então presidente do BC e a mãe, Diva, que tinha então 94 anos, como sócios. Ele, com R$ 299.970 e a mãe com meros R$ 30.

Não é louvável a atitude de premiar a mãe, idosa, com 0,01% do capital de uma empresa?

A Dona Diva morre em 20 de julho de 2006, aos 97 anos, mas isso não impede que a empresa seja transferida, em 27 de outubro seguinte para São Paulo, ainda com ela constando como sócia. Não é uma acusação leviana, o documento de registro na Junta Comercial está aqui.

AS EMPRESAS LARANJAS DE MEIRELLES

No ano seguinte, em 16/02/2007 , é feito um aumento de capital para R$ 400 mil. Dona Diva, lá no céu, continua com 30 reais, apenas.

Só em abril de 2012 ela é retirada da sociedade, assumindo, com participação societária de R$ 1 , um certo Lourival Kos Antunes Maciel, diretor e responsável pela empresa, ex- Fininvest, que acabara de deixar o cargo de diretor presidente da Distribuidora Finabank de Títulos e Valores Mobiliários, comprada por um grupo colombiano.

Aparece aí pela primeira vez um sobrenome japonês, Kishyiyma. Eduardo torna-se sócio da Catenária, com participação de 16 reais.

Pouco antes, em 22/07/2011 , a Catenária havia fundado a “Nova Catenária” , empresa de capital registrado de apenas R$ 10 mil (dos quais R$ 9.999,00 de Henrique Meirelles, com o objeto social de promover “Serviços de Organização de Feiras, Congressos, Exposições e Festas”, além de treinamento e desenvolvimento gerencial. O registro na Junta Comercial está aqui.

AS MUDANÇAS DE NOMES DE SUAS EMPRESAS LARANJAS!
Em fevereiro de 2012, ela muda de nome para Nova Catenária Consultoria Empresarial e passa a prestar serviços de “Consultoria em Gestão Empresarial” e, dois meses depois, muda o nome para Henrique Meirelles & Associados, com R$ 1.099.999 e O Lourival com R$ 485 e Eduardo Kishyiama, com os tais 16 reais.

Então aparece o personagem Fernando Hideo Kishiyama,

Até então um desconhecido, que só saíra nos jornais por ter escapado com vida de um acidente no Jabaquara, em 2004, Fernando assume em 2015 o lugar de Lourival Kos e se torna sócio também de Henrique Meirelles numa pequena empresa, de mil reais de capital registrado, a Campos Meirelles Participações Societárias. Registro aqui.

Mas o que tem de mais o senhor Fernando Kishiyama?

Pois ele é “testa” de duas empresas off-shore das Bahamas, a Aosta e a a Horus, ambas localizadas no Bahamas Financial Centre, na Shirley& Chalotte Street, na capital, Nassau, quarto andar, endereço manjadíssimo do “Panamá Papers“.

Tudo isso com duas horas de Google.

Imaginem se o Lula tem 5% desta história, que powerpoint daria?
Imaginem se o Lula pusesse a Dona Lindu com 30 reais de sócia de suas empresas?

Você decide quem realmente é Henrique Meirelles!

domingo, 23 de julho de 2017

BOMBA LITTLE BOY !!!!! SERGIO MORO APLICA A LEI AMERICANA PARA FALSIFICAÇÃO DE DOCUMENTOS NO NO BRASIL!!!!!

“Perguntas que não deixam calar junto ao processo nº. 2007.70.00.011914-0 no fórum TRF-4 e a origem processual de Curitiba!
SR. Sergio Moro é que tem muito a explicar aos Brasileiros quanto a sua autorização de falsificação de documentos e contas bancarias ,junto aos agentes do FBI?

  1. O juiz da Lava Jato é agente da CIA? 
  2. É treinado pelo FBI? 
Sob a poeira da "teoria da conspiração", existe um jogo de interesses de alto risco para o Brasil. Confira o que há de verdade na relação entre Sergio Moro e os EUA.

Sergio Moro após ter sido lançado a partir do avião denominado PSDB pilotado por seu pai modelo direita extremista da elite Curitibana começou a perseguição a esquerda e ao PT um dos maiores partidos de esquerda da America Latina,agora se encontra entre uma guerrilha virtual nas redes sociais entre os militantes da Direita e Esquerda depois de suas prisões sem provas desde 2013 com os políticos do PT.

O mesmo juiz omitiu os delitos dos políticos do PMDB e PSDB com apoio dos banqueiros e grandes empresários do Brasil, mas agora chegou sua hora de se explicar com uma das maiores investigações jornalisticas dentro da Lava Jato.

A ação que Moro não é permitida no  Brasil mas é permitiu é prevista pela legislação norte-americana, trata-se da figura do agente provocador: 

  • o policial que investiga um suspeito a cometer um delito, a fim de elucidar ilícitos maiores praticados por quadrilhas ou bandos criminosos.

A filósofa Marilena Chauí afirmou que o juiz de primeira instância Sérgio Moro foi “treinado pelo FBI” para atender aos interesses Norte Americanos na condução da operação Lava Jato. 
  • Teve um vide-o da Nocaute TV, teve mais de 160 mil visualizações e estimulou debates sobre o tema entre juristas, historiadores, cientistas políticos e sociólogos brasileiros.
Para aqueles que acreditam em uma relação estratégica entre Moro e os Estados Unidos, a hipótese levantada por Marilena Chauí encontra respaldo em um documento vazado pelo WikiLeaksem 30 de outubro de 2009
  • WikiLeaks é uma organização transnacional sem fins lucrativos, com sede na Suécia, que publica em sua página informações “vazadas” de governos ou empresas sobre assuntos estratégicos de interesse público.
No documento, o nome do juiz Sérgio Moro é citado como participante de uma conferência oferecida no Rio de Janeiro pelo programa Bridges Project (“Projeto Pontes”, em uma tradução literal), vinculado ao Departamento de Estado Norte-Americano, cujo objetivo era “consolidar o treinamento bilateral [entre Estados Unidos e Brasil] para aplicação da lei.


OS DOCUMENTOS FALSOS E AS CONTAS BANCARIAS FALSAS

No caso em questão, o agente norte-americano, munido de uma conta falsa no Brasil, induziu o investigado nos EUA a cometer uma operação de câmbio irregular (envio de remessa de divisas ao Brasil sem pagamento dos devidos tributos).

Ocorre, porém, que o Direito brasileiro não permite que um agente do Estado promova a prática de um crime, mesmo que seja para elucidar outros maiores. A Súmula 145 do STF é taxativa sobre o assunto:

  • “Não há crime quando a preparação do flagrante pela polícia torna impossível a sua consumação.”
Ou seja, quando aquele que tenta praticar um delito não tem a chance de se locupletar por seus atos, caindo apenas em uma armadilha da polícia, o crime não se consuma.

É o que explica o advogado criminalista André Lozano Andrade: 

  • o agente infiltrado não deve ser um agente provocador do crime, ou seja, não pode incentivar outros a cometer crimes. 
  • “Ao procurar uma pessoa para fazer o ingresso de dinheiro de forma irregular no Brasil, o agente está provocando um crime.
  • É muito parecido com o que ocorre com o flagrante preparado (expressamente ilegal), em que agentes estatais preparam uma cena para induzir uma pessoa a cometer um crime e, assim, prendê-la. 
  • Quando isso é revelado, as provas obtidas nesse tipo de ação são anuladas, e o suspeito é solto”, expõe Lozano.
Já Isaac Newton Belota Sabbá Guimarães, promotor do Ministério Público de Santa Catarina e professor da Escola de Magistratura daquele Estado, explica que “a infiltração de agentes não os autoriza à prática delituosa, neste particular distinguindo-se perfeitamente da figura do agente provocador. O infiltrado, antes de induzir outrem à ação delituosa, ou tomar parte dela na condição de co-autor ou partícipe, limitar-se-á ao objetivo de colher informações sobre operações ilícitas”.

CONTESTAÇÃO JUDICIAL
A ação policial autorizada por Sergio Moro levou à prisão vários indivíduos no âmbito da Operação Sobrecarga. Uma das defesas, ao impetrar um pedido de habeas corpus junto à presidência do TRF-4, 

  • apontando ilicitude nas práticas investigatórias, argumentou que seu cliente havia sido preso :
  • com base em provas obtidas irregularmente, e atacou a utilização de normas e institutos dos Estados Unidos no âmbito do Direito brasileiro:
“Data venia, ao buscar fundamento jurisprudencial para amparar a medida em precedentes da Suprema Corte estadunidense, a d. Autoridade Coatora (Sérgio Moro) se olvidou de que aquela Corte está sujeita a um regime jurídico diametralmente oposto ao brasileiro.”

  • “Enquanto os EUA é regido por um sistema de direito consuetudinário (common law), o Brasil, como sabido, consagrou o direito positivado (civil law), no qual há uma Constituição Federal extremamente rígida no controle dos direitos individuais passíveis de violação no curso de uma investigação policial. 
Assim, a d. Autoridade Coatora deveria ter bebido em fonte caseira, qual seja, a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal e das demais Cortes do Poder Judiciário brasileiro.”

O habeas corpus impetrado, no entanto, não chegou a ser analisado pelo TRF-4. É que, logo depois, em 2008, a jurisdição do caso foi transferida para a Justiça Federal do Rio de Janeiro. Lá, toda a investigação foi arquivada, depois que o STF anulou as interceptações telefônicas em Acórdão do ministro Sebastião Rodrigues atendendo outro habeas corpus impetrado por Ilana Benjó em defesa de um dos réus no processo.

O OUTRO LADO PROCESSO ARQUIVADO, CRIMES IMPUNES.

Os Jornalistas Livres enviaram à assessoria de imprensa da Justiça Federal no Paraná, onde atua o juiz Sérgio Moro, as seguintes questões a serem encaminhadas ao magistrado:

  • “Perguntas referentes ao processo nº. 2007.70.00.011914-0

  1. – Qual a sustentação legal para a solicitação do juiz Sérgio Moro para que a Receita Federal criasse CPF e identidade falsa para um agente policial dos Estados Unidos abrir uma conta bancária no Brasil em nome de pessoa física inexistente?
  2. – Por que o juiz Moro atendeu ao pleito citado acima, originário da Polícia Federal, sem submetê-lo, primeiramente, à apreciação do Ministério Público Federal, conforme determina o ordenamento em vigor no país?
  3. – Por que o juiz Moro não levou ao conhecimento do Ministério da Justiça os procedimentos que autorizou, conforme também prevê a legislação vigente?”
A assessoria do órgão não chegou a submeter os questionamentos ao juiz. 

  • Disse, por e-mail, que não teria tempo hábil para buscar as informações em arquivos da Justiça:
  • “Esse processo foi baixado. Portanto, para que consiga informações sobre ele precisamos buscar a informação no arquivo.

Outra coisa, precisa ver o que realmente ocorreu e entender porque o processo foi desmembrado para o Rio de Janeiro. Não tenho um prazo definido pra conseguir levantar o processo. 

Também preciso entender como proceder para localizar o processo aqui. Infelizmente essa não é minha política, mas não consigo te dar um prazo para resposta neste momento. 

Fizemos pedidos para o juiz e para o TRF-4.

Sugiro que você (sic) tente com a Justiça Federal do Rio de Janeiro também.

Espero que compreendas.

Controvérsias Jurídicas
Sérgio Moro não foi o único participante , que se tornou alvo de polêmicas durante operação Lava Jato. O magistrado gaúcho Gilson Dipp, aposentado do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que precedeu a fala de Sergio Moro no evento, disse em 2014 à Folha de S. Paulo que a Lava Jato iria produzir “a maior recuperação de valores da Justiça brasileira em todos os tempos”.

Poucos meses depois, Dipp escreveu um parecer para tentar anular a delação do doleiro Alberto Youssef,
  • por “falta de credibilidade” do investigado.
Qual será a credibilidade de Sergio Moro para condenar políticos uma vez que participa de falsificação de documentos para agente do FBI , um órgão Americano que não poderia jamais participar deste crime!

Você decide como julgar Sergio Moro! 

sexta-feira, 21 de julho de 2017

STF MOSTRA A VERDADE E LAVA LAJO A FABRICA DE MENTIRAS!!!

LAVA LAJO A FABRICA DE MENTIRAS!!! SERGIO MORO PRODUZ PROVAS PARA CONDENAR LULA USANDO OS DETENTOS!
Palocci recebeu promessa de ir pra casa se delatar lula, mesmo sem provas !

O ex-ministro da fazenda Antonio Palocci, preso desde setembro de 2016, pode passar para o regime de prisão domiciliar se aceitar focar seu acordo de delação premiada no ex-presidente Luiz Inácio lula da silva. 

Para ter seu acordo aceito, Palocci deve ainda focar em banqueiros e empresários, como um dos donos do btg pactual, André Esteves, e o ex-dono do pão de açúcar Abílio Diniz; Palocci se reuniu apenas uma vez com os procuradores e, na conversa, mostrou-se reticente a entregar políticos com foro privilegiado. 

No entanto, a atitude foi revista depois que investigadores disseram que, sem isso, não haveria acordo; a defesa de lula afirmou que a lava jato “não conseguiu apresentar qualquer prova sobre suas acusações contra o ex-presidente”. 

  • O golpe tem nome: "lava jato". 

É sabido milhares de vezes que o modelo de soberania e desenvolvimento de um país como o brasil, não interessa ao hemisfério norte. A América do Sul é pura e simplesmente um depósito de matérias primas à disposição. Exemplos não faltam para os brasileiros...e latinos sul americanos. 

Palocci quer fazer acordo de delação premiada, mas o mpf/curitiba só aceita se as delações forem focadas na entrega do ex-presidente lula. 

Triste, muito triste, mas é verdade: 

  • o foco é o lula. 
  • Só lula é o foco. 
  • Apenas lula é o foco. 
Como é escandaloso, nojento, abjeto e absurdo ver-se uma justiça conduzida por práticas seletivas, preconceituosas, intolerantes, xenófobas, tendenciosas e parciais! 

  • Como acreditar em uma instituição com tais predicados? Que deus tenha piedade de nós! 
Pasmem! 

As delações contra o lula serão aceitas ainda que não haja provas. Ou seja, como delação sem provas não gera quaisquer efeitos jurídicos, o fato serviria tão somente para alimentar a odiosa cruzada de execração pública do homem que simboliza a luta contra a fome e a miséria e que, entre muitos outros feitos notáveis, pôs comida na mesa dos pobres e retirou o brasil do escandaloso mapa da fome da onu. 

Corruptos, traficantes, sonegadores, assassinos, mafiosos. Estes são os qualificativos do poder hoje no brasil. Não se trata mais de políticos corruptos apenas, trata-se de bandidos de alta periculosidade no poder. E o povo, catatônico, nada faz. 

A VERGONHA NOSSA  DE CADA DIA 
Vergonhoso...todos os dias um escândalo...parece interminável...desde a presidência até aos mais baixos setores da administração pública.....ocupa-se todo o expediente e muito além as preocupações em se defenderem de acusações,denúncias ,depoimentos uns atrás dos outros. 


  • o brasil parou .
  • o povo vai para as ruas....más os políticos nem percebem as manifestações por se encontrarem se manifestando,acusando,digladiando uns com os outros.. 
  • o povo age pacificamente...contudo os políticos é que estão guerreando contra si mesmos nas repartições públicas diversas.
  • não vamos ver quem manda mais...quem derruba outro...quem assume o poder.
  • mobilizam o país...as repartições públicas...a justiça numa algazarra desenfreada 
  • o maestro lula coordena o rítimo com sua batuta petralha...grande parte do elenco lava á jato dão seus shows delatórios na presença do juiz moro.. 
  • que parece estar apreciando ...pois cada dia convida um ator para testar seu talento na dança da mentira de repente uma nova revelação.
  • surge do nada...o artista antes anônimo,Joesley Batista,em trajes bovinos e arrasta Michel Temer e Aécio Neves como coadjuvantes dessa nova apresentação. 

A dança do ''bumba meu boi''''.....santíssimo sacramento....qual será a nova surpresa??? 

Pelo amor de deus...que venha marchando e não dançando....que venha cantando o famoso hino ouviram do Ipiranga...desarmem esse circo fúnebre e tragam ,devolvam em sorrisos a euforia dos brasileiros....que venham as forças armadas......que venham as forças armadas... Amém. 

Não basta o Palocci dizer que essa conta “amigo” era para beneficiar o lula. 

Ele vai ter que provar que houve movimentação na conta, e quem movimentou, pois é mais plausível que tenha sido um golpe dele para tirar mais dinheiro da empreiteira. 
Essa história do terreno do instituto lula é tão bizarra quanto a do tríplex: 
Está registrado em nome de terceiros (não são laranjas), e nunca foi utilizado pelo lula, ou seus familiares.

O fato de ter intenções agora se torna dono de qualquer coisa!

BOMBA DAS PALESTRAS!!!! DELTAN DALLAGNOL ENVOLVIDO EM INDÍCIOS DE LAVAGEM DE DINHEIRO EM PALESTRAS!

Corregedoria do MP apura as cobranças por palestras um procedimento foi aberto para investigar eventos remunerados do coordenador da Lava-Jato, que diz não haver irregularidades
A Corregedoria Nacional do Ministério Público instaurou um procedimento para investigar a venda de palestras do procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava-Jato. 
Segundo o jornal Folha de S.Paulo, a investigação é motivada devido ao volume que Dallagnol recebeu, em 2016, R$ 219 mil em 12 palestras feitas para falar da corrupção e da história da Lava-Jato. Em conversa com jornalistas, o procurador afirmou que doa os recursos para hospitais que cuida de crianças com câncer e empresas filantrópicas.

As investigação da Corregedoria Nacional não é um procedimento padrão, quando tudo indica qualquer irregularidade nos eventos que por sua não foram declarados junto a bancos e a receita federal leva a suspeita de lavagem de dinheiro.

A atividade de dar palestras usando subterfúgios para se prevalecer de nomes públicos é ilegal, ilícita e não privada .

Dallagnol fez sua maior palestra em um evento da XP Investimentos, em São Paulo, onde reuniu 5 mil pessoas. As suas declarações visam a  identificação das pessoas com a causa: 
  • o combate à corrupção e todos os recursos públicos que são desviados pela corrupção e geram um caminho, que acaba indo parar nas mãos de juízes e procuradores envolvidos em palestras docentes.
AS APAES TEM DOIS LOBISTAS TEMÍVEIS EM CURSOS DOCENTES. 

A face “boa” é a do ex-senador Flávio Arns, do Paraná; 
A agressiva de Eduardo Barbo.O mineiro, ex-presidente da Federação das APAEs, que pavimentou sua carreira política com recursos das APAEs.Uma consulta ao site da Secretaria da Educação do Paraná confirmou o extraordinário poder de lobby das APAEs. 

O então Secretário de Educação Flávio Arns direcionou R$ 450 milhões do estado para as APAEs, com o objetivo de enfrentar a melhoria do ensino inclusivo da rede federal. 
No próprio site havia uma relação de APAEs. Ao investigarmos por uma posição aleatoriamente uma delas, Nova California. 

Constatamos que tinha um clube social, com uma certa capacidade :

Eram cerca  2.500 ou 4.500 pessoas; uma escola particular. 
Tudo em cima das isenções fiscais e dos repasses públicos dos governos federal e estadual. 

Quanto será que ele recebeu pela palestra , Dallagnol disse que não poderia informar por não falar de casos específicos, que no geral possuem contrato de confidencialidade. 

VEJAMOS OUTROS CASOS DE ENVOLVIMENTOS COM DESVIO DE DINHEIRO DA APAE!

Vamos analisar outro caso do sobrinho de Arns, Henrique Arns de Oliveira, é dono do Curso Luiz Carlos, de direito. 

A alguns meses atras, o Curso Luiz Carlos lançou um módulo de Direito Penal Econômico tendo como duas principais estrelas : - 

O procurador da República Deltan Dallagnol 
O juiz de direito Sérgio Moro
Os Policiais Federais da Lava Jato 
Os outros procuradores também lecionam no curso. 
O módulo em questão tem 36 horas, ao preço de: -
  • R$ 1.200,00 e está com todas as vagas esgotadas. 
No site do curso explica-se que " aulas são ministradas individualmente, ou seja, cada um deles atuará em uma determinada data do calendário acadêmico previsto para o módulo. 

A NÃO CONFISSÃO DOS CONTRATANTES DAS PALESTRAS!

Porque Dellagnol não pode expor o contratante, assim disse ele a folha de São Paulo, ressaltando que os valores serão divulgados em 2018, quando saírem os números totais recebidos no ano.

  • Orás porque somente apos 12 meses poderá dIvilgar, qual seria o problema da divulgação?
O ingresso para o evento da XP, custou R$ 800 pessoa e reuniu nomes como o prefeito de São Paulo, João Doria ( PSDB) , e o ex-presidente do Itaú, Roberto Setubal.
  • Resumindo a arrecadação resultou em R$ 4 milhões de Reais
Dallagnol rebateu críticas de que estaria enriquecendo com a repercussão da Operação Lava-Jato e mencionando pessoas investigadas em suas declarações.
  •  Com este montante o que significa então empobrecimento?
Qual o motivo da investigação do Ministério Publico em suas palestras?

Porque em , em 2016,ele decidiu destinar todos os valores que seriam recebidos com palestras para entidades filantrópica como a APAE uma vez que a mesma esta envolvida com desvio de R$ 450 milhões desviados por meio de escolas especializadas em direito criminal?

  • Será que estes juízes envolvidos nos cursos pensam que a população é ingenua ao ponto de não desconfiarem?
No evento de sua ultima palestra, o procurador afirmou que a corrupção rouba a estabilidade política de um país, afasta investidores e gera descrença nas instituições. 
Mas fica a pergunta, dar palestra ou aulas em entidades envolvidas com desvio de dinheiro publico não é participar da corrupção?

Em país corrupto, grandes campeões nacionais largaram na frente porque pagaram propina por meios de cursos e palestras envolvendo empresas filantrópicas!

Você decide o que pensar de juízes da Lava a Jato envolvidos cada vez com operadoras da corrupção!

BOMBA DA EXONERAÇÃO!!!!! SERGIO MORO PODE SER IMPEDIDO DE CONDUZIR A LAVA JATO!

Entenda por que Sérgio Moro pode  ser impedido de conduzir a Lava Jato e os processos contra Lula e outros políticos que não sejam do PSDB e PMDB !
Moro não tem condições de continuar à frente do processo que tramita em Curitiba e envolve o Presidente Lula e demais políticos que não sejam do PSDB e PMDB!.

  • Pela legislação atual, um juiz que for flagrado em falta grave –vendendo sentenças, por exemplo– tem como penalidade máxima a aposentadoria compulsória. Como o cargo de juiz é vitalício, o magistrado continuará recebendo salário, proporcional ao tempo de serviço prestado, mesmo sem exercer as funções até o fim da vida. 
  • A pena pode ser aplicada em processo instaurado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), órgão de controle externo do Judiciário, ou pelo próprio órgão do magistrado investigado.
  • “É uma vitória a aprovação dessa matéria. Desde que o pedido, só fez aumentar o número de casos de juízes flagrados utilizando o cargo para cometer delitos. 
Sergio Moro é um juiz parcial, que tem dirigido o processo como meio político de derrotar Lula, usando o sistema penal para destruir Lula e sua família por considerá-los inimigos.

É fundamental que o poder judiciário impeça o juiz Moro de continuar à frente desse processo em razão das seguintes ilegalidades:

1) Moro é um juiz de primeiro grau com jurisdição nacional, um juiz de uma causa só.

2) A condução coercitiva do presidente Lula foi uma ilegalidade. Lula nunca se recusou a atender qualquer convocação judicial, única condição que permitiria pela lei a condução coercitiva. Tramita no Supremo Tribunal Federal uma Arguição por Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) questionando a constitucionalidade desta medida. A condução coercitiva teve o objetivo político de sujar a honra do presidente Lula e foi articulada com parte da mídia. Foi uma violência contra a família do presidente, sua esposa Dona Marisa e seus filhos. Moro foi covarde. Ele não agiu assim com as famílias de outros investigados. A condução coercitiva, o envolvimento dos filhos e o vazamento de conversas de caráter privado sem dúvida contribuíram para a morte de Dona Marisa Letícia.

3) A quebra do sigilo telefônico do presidente Lula e de seus familiares, bem como a divulgação dos áudios, caracteriza ilegalidade uma vez que a lei prevê a utilização desse meio somente se outros meios de prova forem utilizados, o que não ocorreu. Moro quebrou o sigilo de Lula e Marisa e divulgou para as redes de televisão com o único objetivo de condená-los no tribunal da opinião pública. Moro também quebrou o sigilo telefônico do escritório de advocacia dos defensores do presidente Lula, o que configura outra ilegalidade.

4) Habituado a agir acima da lei, Moro praticou nova ilegalidade ao obter e divulgar uma conversa do presidente Lula com a presidenta Dilma Rousseff , cujo foro era o STF. Além da quebra ilegal do sigilo, Moro cometeu um segundo crime ao divulgar para a imprensa o teor da conversa entre eles.

5) Ao prestar informações ao Supremo Tribunal Federal, no momento em que pediu desculpas pelas ilegalidades praticadas, Moro emite opiniões sobre o presidente Lula como se fizesse parte da acusação, e não na condição de juiz.

6) Ao responder representação ao Ministério Público o juiz Moro chama Lula de "Príncipe da Idade Média", perdendo novamente a imparcialidade.

7) Ao receber a denúncia, Moro antecipa um julgamento sobre o presidente Lula quando alega "envolvimento consciente ou não do ex-presidente no esquema criminoso". Com isso, declina do papel de juiz, flerta com o ofício dos psicólogos e, antes mesmo de garantir o exercício do direito de defesa e aguardar o julgamento, antecipa o desejo de condenação.

8) Nas audiências presididas por Moro, o juiz mantém uma postura de deboche e permite que testemunhas ofendam o presidente Lula.

9) Moro participa de inúmeros eventos sociais e revela intimidade com adversários e personagens antagônicas do presidente Lula, como no caso da conversa íntima com o senador Aécio Neves durante homenagem da revista IstoÉ.

10) Participa de lançamentos de livros que tecem críticas ao presidente Lula e enaltecem o próprio juiz Sérgio Moro.

11) Colabora para criar na opinião pública uma sensação de condenação prévia, tratando o presidente Lula sempre como condenado, e não como réu.

12) Em artigos sobre a operação Mãos Limpas, Sérgio Moro defende que a aliança com a mídia fortalece a atividade do juiz, o que explica os inúmeros vazamentos praticados pela Lava Jato.
  • Essas informações foram retiradas do Habeas Corpus impetrado junto ao Desembargador Presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região em favor de Luiz Inácio Lula da Silva e Marisa Letícia Lula da Silva pelos advogados Cristiano Zanin Martins, Roberto Teixeira, Roberto Battochio e Juarez Cirino dos Santos.

Conclui-se, diante do exposto, que Sérgio Moro não tem condições legais de continuar como juiz dessa causa. O julgamento foi gravemente contaminado pela parcialidade do juiz. Sérgio Moro está inebriado pela fama que o caso lhe deu, retirando-lhe a venda simbólica que fecha os olhos da justiça e permitindo desequilíbrio da balança a favor da acusação, que deveria ser papel do Ministério Público, mas tem sido exercido por Moro.

A aprovação do novo Código de Processo Penal corrigirá essa distorção ao proibir, doravante, que o juiz de instrução seja o mesmo a julgar o mérito da causa.

A continuidade do juiz Sérgio Moro nestes processos indicará um modelo inadmissível a ser seguido pelos demais juízes brasileiros.

BOMBA DAS PROVAS!!!!!MÍDIA NACIONAL E INTERNACIONAL MOSTRAM FALTA DE PROVAS CONTRA LULA!!!!

É o que eu sempre escrevo nosso, trabalho nas redes sociais esta sendo eficiente!
A mídia agora tem que falar verdade , este trabalho com nossa organização está colocando em cheque muitos jornalistas.

A nossa Lava Jato vira motivo de piada na Europa, Moro é acusado de lawfare , e será ridicularizado no Brasil e no exterior!

A O-BOPEN –Organização dos Boynas Pretas Esquerdistas Nacional tem  ganhado mais força e repeito entre as pessoas que defendem a esquerda.

Gostaria que as pessoas , tenham um pouco de paciência, não é tão fácil montar uma organização estou trabalhando apenas a 4 meses, já avançamos muito.

Os esquerdistas nacional devem ter paciência ,que iremos vencer no tempo certo, nada antes e nem depois, tudo acontecerá na hora certa, vamos continuar nosso trabalho de guerrilha virtual.

Enquanto muitos que se dizem defensores, usam seus bordões e chavões nós estamos transferindo conhecimento uns aos outros.,

Na luta sempre!!!!

Vejam quem faz as colocações sobre a lava Lava Lato:- 

AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DEUTSCHE WELLE

A agência de notícias Deutsche Welle divulgou um post reproduzindo vários jornais alemães com matérias sobre a condenação do ex-presidente Lula pelo juiz Moro – 
  • agora agravada pelo sequestro de seus bens. Neste particular, num gesto ao mesmo tempo atroz e ridículo, Moro pediu ao Banco Central que sequestrasse até R$ 10 milhões das contas do ex-presidente. O BC só encontrou pouco mais de 600 mil. Acho que o juiz, talvez por "excesso de trabalho", confundiu Lula com Aécio.
O post da DW, ao qual deveria ser acrescentada matéria do correspondente da revista Der Spiegel para a América Latina, Jens Glüsing, "Staat im Sumpf", 
  • "O Estado no Pântano", revela que o prestígio internacional da Lava Jato e do juiz Moro começa a deslizar ladeira abaixo, e o namoro pode acabar.
  • a mídia esta fazendo guerrilha publicitaria e Sergio Moro com os 9 milhões do Brasilprev, esta fazendo papel de idiota a 3 anos na lava ,se fosse ilegal lula estava preso.
A agencia internacional está alertando a nação brasileira para acordar gente, moro só provou a perseguição com esta atitude!
  • lula sabia que ele iria fazer isto ,se não já teria limpado as contas como Eduardo Cunha sumiu com 226 milhões!!
Até agora ninguém falou nada,soltou esposa de cunha com provas!Raciocinem um pouco,Sergio Moro esta chamando todos de burro tanto da direita que acredita como os da esquerda que sabem de suas artimanhas jurídicas.
  • ele esta sujando a própria mão como juiz!

Na primeira repercussão do caso agora em tela, a condenação, vários jornalistas e artigos da redação citavam a defesa e o currículo mundialmente reconhecido do ex-presidente, por sua obra de caráter social no Brasil. Entretanto, quanto à sentença propriamente dita, havia referências simples, sem comentários nem argumentos da parte dos autores.

Agora a maré começou a mudar. 
  • Apontam-se sem papas na pena ou no teclado, muito menos na língua, os excessos e arbitrariedades do juiz e da Lava Jato. 
  • Fala-se abertamente na falta de provas contra o ex-presidente, na ausência de documentos que comprovem as acusações. Fala-se em perseguição jurídica – lawfare, na expressão consagrada em inglês.
A Lava Jato já foi menina dos olhos internacionalmente. Ganhou até prêmio, por parte da Transparency International, que tem sede em Berlim e organiza um ranking da corrupção em escala mundial. 
O tom era que – embora pudesse ter defeitos aqui e ali – a operação empalmava a esperança de que um novo Brasil emergisse dela, menos propenso a tolerar a impunidade dos crimes de colarinho branco.

O tom agora é outro. 

Enquadra-se a Lava Jato na moldura do golpe de Estado que se abateu sobre o Brasil. A expressão é esta: 
  • golpe de Estado. Ressalta-se a complicação por que passa atualmente o Estado brasileiro, engolfado por uma vaga de políticos acusados de toda a sorte de corrupções e outros malfeitos, inclusive o presidente Temer. Assinalam-se que perto destas acusações, as que pesam contra Lula são uma ninharia, ressaltando-se, de novo, que não há provas contra ele, enquanto chovem provas contra os outros. 
E fazem-se referências às ilegalidades cometidas pela Lava Jato, seus procuradores, policiais e seu juiz.

É bom lembrar que a revista Der Spiegel foi das primeiras, no mundo todo, a consagrar a expressão "kalt Putsch" (golpe a frio, ou "soft coup"), em inglês, "golpe branco" na nossa versão tradicional, para descrever, no ano passado, o impeachment da presidenta Dilma Rousseff. E que isso ressonou em outros veículos de comunicação também em outros países.

Mas não é só a Lava Jato e o atual governo brasileiro que estão em trajetória descendente. Um efeito colateral que salta aos olhos é o do desprestígio internacional da nossa mídia mainstream, Globo e suas micagens contra Lula à frente. Houve um tempo em que – dando a impressão de serem pachorrentos escribas assentados nas areias de Copacabana – correspondentes estrangeiros citavam apenas a Globo, a Folha, o Estadão, eventualmente algum analista empresarial e políticos em Brasília. Agora há uma tendência a dar-se conta de que a música é muito diferente da que é alardeada pela nossa mídia golpista, e que o órgão toca mais embaixo.

 O FUTURO DOS GOLPISTAS E DE SEUS DEFENSORES!

Os golpistas e seus defensores no Brasil querem fazer passar a impressão de que o Brasil navega agora em mar de almirante e voa em céu de brigadeiro, que o país, depois dos "desmandos populistas" e da "quadrilha petista", está entrando nos eixos. 

A verdade geral é muito outra. Nem na City londrina se acredita mais nessa musiquinha desafinada. 
  • Leia-se no Financial Times a matéria sobre a agressão de Temer à Amazônia para comprar votos dos ruralistas. Os golpistas brasileiros não estão apenas nus, como o rei da fábula. 
Eles estão expostos até os ossos.

Uma das evidências mais marcantes disso é aquela imagem no presidente (?) Temer, vagando a esmo, em meio aos mandatários do G20, sem conseguir falar com ninguém, como se fosse alma penada, esqueleto ambulante.

Você decide a quem defender agora que tudo está exposto para o mundo!

BOLSONARO!!! A CRISE ECONÔMICA AMERICANA CHEGANDO DE DRONE NO MUNDO

A CRISE AMERICANA A GRANDE MARMOTA DE UMA  CRISE IMOBILIÁRIA DE 2008! Com o Golpe Financeiro no Setor imobiliário ,uma vez mais economia...