domingo, 30 de abril de 2017

ODEBRECHT ENTREGA EXTRATOS COM PROPINA DE US$ 65 MILHÕES ACERTADA COM TEMER!

E as provas cabais estão em contas no Caribe, e Globo não fala nada.


No começo da Lava Jato eu acreditava que Sérgio Moro iria provar ser Lula corrupto ,mas daí as denúncias sobre ele sem fundamento de provas :
  • fiquei aliviado pois meu o nordestino é inocente o Triplex não é dele 
  • nem tão pouco o sitio de Atibaia 
  • nem a mochila com 13 milhões não caberia dentro dela 
Foi ai que  percebi que a grande perseguição imposta contra ele por um juiz de direita amigo de Aécio Neves que veio a si tornar o verdadeiro corrupto assim estou mais tranquilo Lula continua a ser nosso melhor presidente que o Brasil já teve e terá meu voto é da maioria dos brasileiros.

OS CRIMES DA DIREITA 

Os comprovantes são de uma propina que delatores dizem ter sido acertada depois de uma reunião com o então candidato a vice e os ex-presidentes da Câmara, Eduardo Cunha, e Henrique Eduardo Alves, todos do PMDB, em 2010. É mais do que os US$ 40 milhões supostamente negociados na reunião com Temer e que já eram de conhecimento com base em informações dos executivos da empresa.
  • Odebrecht entrega extratos com propina de US$ 65 milhões acertada com Temer
  • Aécio é delatado novamente e é o primeiro a ser comido pela Odebrecht
Depois de se unir a Eduardo Cunha para sabotar o Brasil em 2015, quando a política de "quanto pior, melhor" contribuiu para a queda do PIB de 5%, e para colocar Michel Temer no poder em 2016, quando a economia caiu mais 3,6%, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) é o primeiro nome a aparecer nas novas delações da Odebrecht.

  • Benedicto Júnior, ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura, afirmou em seu acordo com a Lava Jato que se reuniu com Aécio, quando este era governador, para tratar de um esquema de fraude em licitação na obra da Cidade Administrativa para favorecer grandes empreiteiras. A obra, antes orçada em R$ 500 mi, acabou saindo por R$ 2,1 bi. Empresas teriam repassado cerca de 3% em propinas para o tucano, o equivalente a R$ 63 mi. Além de Benedicto Junior, o superintendente da Odebrecht em Minas, Sergio Neves, também confirmou a fraude.
  • "Benedicto Júnior, conhecido como BJ, disse aos procuradores que, após o acerto, Aécio orientou as construtoras a procurarem Oswaldo Borges da Costa Filho. De acordo com o depoimento, com Oswaldinho, como é conhecido, foi definido o percentual de propina que seria repassado pelas empresas no esquema.
Ainda de acordo com o delator, esses valores ficaram entre 2,5% e 3% sobre o total dos contratos.
  • Oswaldinho é um colaborador das campanhas do hoje senador mineiro, atuando como tesoureiro informal. De acordo com informações obtidas pela reportagem, o ex-executivo da Odebrecht afirmou que o próprio Aécio decidiu quais empresas participariam da licitação para a obra.
Projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer (1907-2012), a Cidade Administrativa, sede do governo mineiro, custou R$ 2,1 bilhões em valores da época. Foi inaugurada em 2010, último ano de Aécio como governador, sendo a obra mais cara do tucano no governo de Minas.

As informações fornecidas por BJ em sua delação premiada foram confirmadas e complementadas, segundo pessoas com acesso às investigações, pelos depoimentos do ex-diretor da Odebrecht em Minas Sergio Neves.

Sergio Neves aparece nas investigações como responsável por operacionalizar os repasses a Oswaldinho e é ele quem detalha, na delação, os pagamentos a Aécio.
  • Líder do consórcio, que contou com Andrade Gutierrez, OAS e Queiroz Galvão, a Odebrecht era responsável por 60% da obra e construiu um dos três prédios que integram a Cidade Administrativa, o Edifício Gerais."
Nos próximos dias, o procurador-geral Rodrigo Janot deverá denunciar Aécio ao STF por corrupção.

Ja existe rumores de uma facção nas operações de Henrique Meirelles junto a JBS Friboi com informações privilegiadas aos donos da Império,acredito que muita coisa vai acontecer nos decorres dos meses.

A nossa esquerda tem que comemorar. 

OS JUÍZES SE TORNARAM LADRÕES?SIM OU NÃO?

Mas acho que não podemos ser tão radical assim. Corrupção existe em qualquer esquina da vida, basta olharmos para o lado, ainda temos juízes honestos que morrem por nossas leis!

Bem, quanto se pode descobrir nesse período de tempo ? 

Tudo! 
  • Até que o Gilmar Mendes recebeu propina quando era presidente do Supremo. Ter sido nomeada pelo FHC, também não refresca nada, ou você acha que consideramos que durante o governo do nosso vaidoso ex-presidente imperou a honestidade ?
O Judiciário não poderia ser exceção no Brasil. Está cheio de ladrões. Vendem seus votos, absolvem, libertam os corruptos. Pela primeira vez consigo ver no jornal escrito com todas as letras: Eliana Calmon, corregedora nacional, afirmou que a magistratura “está com gravíssimos problemas de infiltração de bandidos escondidos atrás da toga“. ATÉ QUE ENFIM!!! Nunca vi ninguém, além de mim, dizer algo assim. Puxa, custamos mas chegamos lá. Quem se salva no país? Eu não sei. E o tal do Cezar Peluso, presidente do Conselho Nacional de Justiça ficou furioso. Convocou seus cupinchas e disse: ” Se os senhores não leram, leiam, porque nunca li uma coisa tão grave. É um atentado ao Estado Democrático de Direito”. A ministra, a corregedora, Eliana Calmon foi muito corajosa. Para começar pediu a palavra e disse que ainda não havia lido a entrevista e afirmou desconhecer sua repercussão. O que vocês esperavam depois disso ? Que ela dissesse que tinha sido mal interpretada, que suas palavras tinham sido colocadas fora do contexto, e outras desculpas vexatórias ? Nada disso, ela reafirmou o que pensava e daí o furibundo Peluso partiu para um bate-boca com essa mulher valente. Eu acho que Eliana Calmon, é uma exceção, uma pessoa diferente, que deveria ser preservada, protegida. Apenas acho que faltou a ministra ter pedido a ele uma definição de “Estado Democrático de Direito”. Qual a correlação entre se dizer que juízes podem ser bandidos com a gongórica frase do Peluso ? Quer dizer que só existem juizes honestos? Mas que atrevimento desse sujeitinho, e parabéns para Eliana que já se transformou em heroina nacional. NB:abaixo está a entrevista que motivou a “indignação”dos pilantras.

Para o leitor interessado sobre o que escrevi a respeito da corrupção no Judiciário clique em cima dos artigos: O nosso Judiciário acima de qualquer suspeita ; Por que todo esse interesse em ser nomeado ministro do Tribunal de Contas da União ? ; A ingenuidade entusiasmada: Analisando o artigo ” Radiografia da corrupção” de Carlos Alberto Di Franco – dia 22- Estadão, e , principalmente, “O período da Corrupção“.. Existem vários outros, mas é demais.

A entrevista da sensacional Eliana:

“Não é incomum um desembargador corrupto usar o juiz de primeira instância como escudo para suas ações. Ele telefona para o juiz e lhe pede uma liminar, um habeas corpus ou uma sentença. Os juízes que se sujeitam a isso são candidatos naturais a futuras promoções. Os que se negam a fazer esse tipo de coisa, os corretos, ficam onde estão. O ideal seria que as promoções acontecessem por mérito. Hoje é a política que define o preenchimento de vagas nos tribunais superiores, por exemplo. Os piores magistrados terminam sendo os mais louvados. O ignorante, o despreparado, não cria problema com ninguém porque sabe que num embate ele levará a pior. Esse chegará ao topo do Judiciário. Sabe que dia eu vou inspecionar São Paulo? No dia em que o sargento Garcia prender o Zorro. É um Tribunal de Justiça fechado, refratário a qualquer ação do CNJ e o presidente do Supremo Tribunal Federal é paulista”, disse a ministra.

Mas acho que não podemos ser tão radical assim. Corrupção existe em qualquer esquina da vida, basta olharmos para o lado. Qualquer Instituição, seja ela pública ou privada. Particularmente, acho a política pior que a Justiça. E por falar nesta última, não poderia deixar de citar o caso da Juíza do Rio, Patrícia Acccioli, assassinada de forma cruel, enquanto cumpria dignamente seu papel de defender, de forma honesta a nossa sociedade.A seguir, envio parte de um poema que tirei da internet(AjAraújo, o poeta humanista, escrito a propósito do covarde e cruel assassinato de uma jovem e promissora juíza em Niterói, em 11 de agosto de 2011.

A juíza cumpria seu ofício com ação
Coragem, competência e destemor
Mas, o Estado não lhe concedeu proteção
Pra sociedade da bandidagem defender.

Sob a toga da injustiça
Armada até os dentes e impune
Tomba a nobre defensora
Da lei ultrajada de forma insolente

Se nem a juíza marcada para morrer
Escapa à cilada premeditada
O que então dizer

Do simples cidadão na mão da marginália?

Muitas pessoas ainda não se deram conta da enorme responsabilidade do MPERJ no caso Petrolão, não apenas por que a sede da Petrobras se encontra na Cidade Maravilhosa, mas algo muito pior e muito mais comprometedor, envolvendo Procuradores e Promotores de Justiça do Rio de Janeiro.
Se esses não tivesse se calado, o escândalo da Petrobras estaria contido, mensurado em pequenas proporções. 

Teriam estancado a sangria, obstruído a impunidade, teriam chamado atenção das demais autoridades, como estávamos tentando fazer, mostrando que a quadrilha esta agindo e que era preciso obstruir acessos, desmanchar acordos e falcatruas, talvez hoje o Petrolão não existisse. Infelizmente PROCURADOR, PROMOTOR do MPERJ e do CNMP, JUÍZES e TCMRJ se calaram e covardemente tentaram calar-nos, com sentenças vexatórias. 

Fazer o que, esse é o preço da irresponsabilidade de alguns Deuses da Justiça.


ALGUNS DEIXANDO SE ENGANAR PELO JUÍZ MORO QUE TEM POR MISSÃO PRECÍPUA ACHAR UM CRIME NO LULA.

E ainda dando créditos a MÍDIA GOLPISTA...
Amigo, eu não sou petista. Eu estou petista. E essencialmente por 6 razões:

1) Não há quadro político melhor, no momento, do que Lula. Não só pelo que já fez, mas por ser honesto. 
  • Esta última verificação eu agradeço à PF e ao juiz Moro. Antes da perseguição insana deles eu tinha dúvidas sobre a honestidade do Lula. 
  • Depois de mais de 3 anos de violência institucional contra ele sou obrigado a reconhecer que é honesto. Eu e quase metade do Brasil, por isto ele cresce nas pesquisas. 
2) Ninguém tem a capacidade de conciliação de Lula. 
  • Se eu quisesse revolução estaria em grupo armado, 
  • Se quisesse manter tudo como está estaria compartilhando meme do mbl e fazendo propaganda da direita. 
3) Como valor de vida, não compactuo com desigualdade e fome. 
  • Só um chefe do executivo, em 500 anos, atacou estas duas coisas e foi bem sucedido. 
4) Lula tem mais de 24 títulos de doutor honoris causa pelo mundo e mais de 80 prêmios. 
  • Confio mais na diversidade, 
  • Confio no distanciamento 
  • Confio na competência de quem ofereceu estes prêmios do que de quem o chama de "nine" ou "lulaladrão". 
5) A onda de fascismo que assola o mundo e o Brasil não nos permite ficar jogando com possibilidades. 
  • É preciso ganhar a próxima eleição se quisermos reverter o caos que está aí. Não é hora de apostar."
6) Visto que não conseguiram nada para incriminar o Lula no triplex e no sítio. 
  • Que alimenta o sentimento antipetista na TV há quase um ano. 
Então passaram na mão grande ao arrepio da lei da isonomia, 
  • Vasculhar a residência do Lula 
  • Vasculhar Dos filhos do Lula 
  • Vasculhar a vida dos amigos do Lula 
  • É até do Instituto Lula. 
  • PIOR 《 grampos》 até nos ADVOGADOS do Lula.
A pergunta É:
O Moro é, como vocês evidenciaram, um juiz partidário. Estado de exceção! Parabéns  e a verdade que evidenciaram todas as atitudes de Sergio Moro.Assistam um de nossos juristas!
     
  • Porque a pressa em abortar a democracia e DERRUBAR o governo popular eleito democraticamente?
Hoje sabemos que a pressa é para tirar direitos dos trabalhadores e entregar nossa riqueza aos financiadores dos GOLPISTAS...

Se a razão do impeachment é a corrupção: - 
  • como pode Dilma ter sido substituída por um governo citado, acusado ou investigado por corrupção, a começar pelo presidente em exercício?
Aos que possam VER uma defesa ideológica,

um alerta:
  • Esta é uma defesa da coerência.
De PIROTECNIA EM PIROTECNIA CONTINUAM a iludir nossa população ingênua ou conivente.

Alguma dúvida?
....Monologando 

Então vc sem PROVAS retira uma presidente honesta e com histórico de vida em DEFESA da população brasileira. 

...Para COLOCAR em seu lugar um grupo de políticos NOTORIAMENTE envolvidos em corrupção e com histórico de depreciação das classes menos favorecidas

Que derrubam os diretos dos Trabalhadores 

Que vendem nosso patrimônio

...E, ainda acusa o Lula de BANDIDO?

Você deve ler  mais historia e acompanhar os defensores de esquerda!

Somente assim será livres desta direita capitalista.

Fica a dica.

O POVO BRASILEIRO PAGAM PARA SEREM BARRADOS,LEVAR BORRACHADAS NAS MANIFESTAÇÕES!

Dinheiro publico são gastos para combater as manifestações, ou seja o  brasileiro está pagando para apanhar!


Uma bomba de gás lacrimogênio custa entre: 

R$:300,00 a R$:800,00. 

Cada bala de borracha em torno de R$:115,00, 
o Gás de pimenta de 60ml em torno de R$: 86,00. Então, conta quantos estão sendo usados hoje para conter pessoas que lutam por direitos trabalhistas. Viu, dinheiro para o povo não tem, agora para as elites e os golpistas se defenderem do povo, rapidinho o dinheiro aparece!


Um dia de tensão para o governo da Direita . Manifestações estão marcadas para ocorrer em diversas cidades do país. As demandas são numerosas. Entre elas, o fim da corrupção, o combate à impunidade , pec da maldade, previdencia,trabalhistas e a saída de Michel Temer. Só na cidade de São Paulo, a estimativa do governo de Geraldo Alckmin (PSDB) é de 1 milhão de pessoas no protesto. Mas quais são os outros impactos de um evento desta magnitude no bolso do município, dos organizadores do evento e dos demais envolvidos na manifestação?

A polícia militar informou que deslocará um efetivo “acima do normal” para a localidade. 
  • No quesito limpeza, o trabalho na região da avenida Paulista começará cedo. A partir do inicio das manifestações, a Inova, a empresa que presta serviços para a prefeitura, recolherá todo o entulho, madeiras e demais materiais que estiverem nas vias. 
  • Para garantir a segurança, serão retiradas caçambas clandestinas e objetos que possam ser utilizados como armas. 
  • Por se tratar de um contrato fixo com a prefeitura, o evento atípico não gera mais gastos para o governo.
O Metrô espera um grande aumento na utilização de seus trens, mas não planeja uma operação especial para a data, segundo assessoria da empresa.

Com exceções pontuais, o comércio pretende funcionar normalmente. O economista e consultor da Associação Comercial de São Paulo, Marcel Solimeo, acredita que os comerciantes serão afetados. “A Paulista será ocupada por diversos movimentos. Deve haver muito impacto”. 
  • Os protestos, na verdade, podem acabar beneficiando o varejo com a venda de produtos relacionados ao evento. Uma camisa polo “Diretas  já ”,por exemplo, é vendida por R$ 99, enquanto a versão em miniatura dos bonecos sai por R$ 20.
O bonecos, o famoso boneco inflável gigante que se tornou símbolo das manifestações, estará presente na cidade de São Paulo, perto do Masp, e em Brasília, em frente ao Congresso Nacional, neste manifestação. Com um custo de R$ 12 mil, cada uma de suas unidades tem 12 metros de altura e pesa aproximadamente 100 kg na última vez que foi utilizado, o bonecos por manifestantes pró-governo. Para evitar um incidente semelhante, os criadores do boneco garantem que ele contará com “forte esquema de segurança”.
Organizadores

Um dos grupos organizadores do protesto, o Revoltados On Line, MVR e MBL, fizeram  um investimentos pesado para atuar na manifestação tudo  com dinheiro publico doado pelos governos do PSDB e PMDB . O movimento, que conta também com mais de 1 milhão de apoiadores, realizou investimentos da ordem :
  • R$ 120 mil, em São Paulo; 
  • R$ 30 mil, em Belo Horizonte; 
  • R$ 30 mil, em Brasília; 
  • R$ 20 mil na cidade do Rio de Janeiro.
O alto investimento na capital paulista se justifica pela contratação de um trio elétrico high tech, conhecido como Trio Demolidor, que custou em torno de R$ 30 mil para o Revoltados On Line, segundo o líder do grupo, Marcello Reis. O movimento ainda contará com cerca de 70 seguranças particulares no evento. Os recursos para o protesto foram arrecadados por meio d dinheiro do governo,da prefeitura,de doações e vendas de camisetas, bonés, apitos e adesivos.

O movimento Vem Pra Rua ,MBL e Revoltados on Line ,tem gastos estimados em R$ 25 mil por cada  caminhão de som, seguranças particulares, cordão de isolamento e água. 

Não vamos deixar estes movimentos se fortalecerem!
Vamos cobrar os governos e as prefeituras quanto a estes desmandos!


Vamos na Luta Esquerda Brasileira !!!!!

OS 13 PONTOS DA REFORMA QUE MEXERÃO NA SUA VIDA PRA SEMPRE E PRA PIOR.

ACORDA E PRESTE  MUITA ATENÇÃO: ISSO É MUITO SÉRIO!
UM DEVER DOS DEFENSORES DE ESQUERDA ORIENTAR E EXPLICAR PARA FICARMOS FORTES!



1. *Demissões coletivas* . Agora os empregadores podem demitir todo mundo da sua empresa e contratar outras pessoas por menores salários e menores benefícios sem nenhuma multa.

2. *Trabalho temporário, pra sempre* . O patrão vai poder te contratar por hora durante toda a sua vida. Sem garantias. Por exemplo: bares, restaurantes, indústrias poderão te chamar para trabalhar temporariamente quando quiserem e você não terá seu emprego e salário fixos garantidos.

3. *Hora-extra* . A CLT prevê jornada de trabalho de no máximo 8 horas por dia. Agora, ao invés de pagar horas extras para o trabalhador que ficar mais tempo trabalhando, o empregador vai contratar uma jornada de trabalho maior. Diminui o salário do empregado no final do mês.

4. *Meia-hora de almoço* . Antes era obrigatório almoço de uma hora. Mas para este governo apenas meia-hora é suficiente.

5. *Suas roupas também entraram na reforma* . A partir de hoje o patrão vai poder dizer até como você tem que se vestir. Mesmo aqueles uniformes que te exponham ao ridículo estão liberados. E não importa que faça frio ou calor, a roupa é a que os patrões escolherem.

6. *Fim do transporte de empregados* . As empresas não precisarão mais pagar pelas suas horas de deslocamento. Quem mora mais longe é o mais prejudicado. Vai perder tempo e dinheiro.

7. *Mexeram nas suas férias* . Agora os patrões podem parcelar livremente suas férias em até 3 vezes, como for melhor pra eles.

8. Se você é *terceirizado* , preste atenção: a empresa que contratou a terceirização (às vezes é o governo ou outra empresa bem maior) *não* vai mais ter responsabilidade nenhuma sobre sua indenização se você for demitido. Se você não receber os seus direitos, já era.

9. E se você tem carteira assinada e está há muitos anos na empresa? Saiba que agora *a empresa vai poder te demitir* e demitir todos os teus colegas para contratar terceirizados, mais baratos pros patrões, sem direitos, sem carteira assinada.

10. A crueldade chega até às *grávidas* : quem decide aonde as grávidas (e as lactantes) trabalham é o médico da empresa. Ou seja, mesmo que ela esteja em um local insalubre para ela e o bebê, quem decide agora o lugar de trabalho é teu patrão.

*E a quem você vai poder reclamar?*

11. *Não tem mais Comissão de Conciliação Prévia* . O que o patrão negociar com você vai valer mais do que a Lei. Vale o que o patrão mandou e a regra que você assinou quando conseguiu o emprego.

12. *Rescisão* . Não vai ser mais obrigatório o sindicato assinar a tua rescisão. Eles podem agora fazer a rescisão do jeito que eles quiserem. Você ficou não mão dos patrões.

13. *Golpe na Justiça do Trabalho* . A justiça do trabalho não é mais gratuita. Você vai ter que pagar honorário até do perito. E se não tiver dinheiro, fica sem poder reclamar.

Vamos reagir!
*GREVE GERAL DE NOVO !!*

Não vamos deixar passar no senado!
Caso seja aprovada temos que fazer um referendo revogatório!
ForaTemer!
Eleições diretas já!

sábado, 29 de abril de 2017

ESPOSA DO JUIZ SÉRGIO MORO FEZ PARTE DA `MÁFIA DAS FALÊNCIAS E DA APAE´ NO PARANÁ!

Sérgio Fernando Moro e Rosângela Moro a caminho do Xadrez!!!

CASO DE CORRUPÇÃO ENVOLVERIA ESPOSA DE MORO, PROCURADORES E DELEGADOS DA LAVA JATO: entenda os indícios do esquema apresentado por Luís Nassif e que deveria acabar com a Lava Jato!


Segundo o jornalista Luís Nassif, a corrupção ligada às APAEs do Paraná tem uma frente de pessoas bem-intencionadas e por trás um esquema intrincado de desvio de verbas ligado ao ex-senador Flávio Arns, do PSDB, quando era secretário de educação do estado do Paraná :
  • envolvendo o valor de R$ 450,00 milhões de reais liberados à organização, para que fosse possível competir com a rede federal de educação inclusive implementado pelo então Ministro Fernando Haddad.
No bojo das verbas liberadas, encontram-se escolas privadas que deveriam utilizar as partes destinadas a essas, na convivência diária e na inclusão educacional. Porém, ao entrar em contato com uma determinada escola, Nassif obteve como resposta, que o programa de inclusão e convivência ocorria uma vez por ano, em apenas um evento, uma festa. A QUADRILHA usava cheques em Branco: Para burlar a prestação de contas da entidade, membros do esquema fotocopiavam a folha de cheque em branco assinada pela presidente da Apae.

Ao verificar as ações judiciais ligadas às APAEs, encontrou o advogado responsável como sendo de um sobrinho de Flávio Arns, Marlos Arns. Então, ao verificar o responsável pelo setor jurídico das APAEs do Paraná.


A advogada Rosângela Wolff de Quadros Moro, esposa do implacável Juiz da Operação Lava Jato, Sérgio Fernando Moro, foi alvo de uma intensa investigação feita pela Assembléia Legislativa do Paraná em 2011, no qual o Casa de Leis descobriu que a advogada, juntamente com os advogados Marcelo Zanon, Fábio Zanon Simão, e Rubens Acléssio Simão, fariam parte de um mega-esquema de falências revelado nas apurações da comissão parlamentar de inquérito.
  • Na época saiu até um livro sobre o esquema desbaratado pela CPI, no qual o título é: “Poder, Dinheiro e Corrupção: Os Bastidores da CPI das Falências”, obra escrita pelo deputado Fabio Camargo (PTB) autor e presidente da CPI. Inclusive, na obra é anexada cópia de um pedido de prisão feita contra os investigados pela polícia civil. As supostas condutas criminosas apresentadas neste documento foram um dos motivos do pedido de recolhimento de todas as edições do livro.

ENVOLVIMENTO COM A MAFIA DAS FALÊNCIAS!

A banca de advogados é acusada de conduta de desvio de valores na administração de mais de cem falências, segundo apurou a CPI das Falências.
**“Poder, Dinheiro e Corrupção: Os Bastidores da CPI das Falências”

O administrador judicial Marcelo Zanon também protocolou uma notícia crime justificando que o deputado, ao publicar algumas informações no livro, teria cometido crime de violação de segredo de justiça, com pena prevista de dois a quatro anos de reclusão e mais multa, segundo a lei 9296/1996, no artigo 10. O MP rejeitou o pedido ao alegar da impossibilidade de cometimento de crime por uma questão de datas. As cópias do inquérito que constavam dados divulgados na obra não estavam sob segredo de justiça pelo período de mais de um mês. Permaneceram disponíveis junto à Vara de Inquéritos para consulta, segundo trechos do parecer.


  • O procedimento contra o deputado no MP é de número 18327/2012.
Desde o começo de CPI, Camargo sofreu diversas ações da família Simão, a maioria buscando censurar seus pronunciamentos ou proibir divulgar informações nos veículos de comunicação. Todas, até o momento, rejeitadas pelo MP e pela Justiça.

De acordo com o deputado “algumas empresas se perpetuam por cerca de 20 anos em processo de falência para deixar de pagar seus impostos, funcionários e credores”. Há indícios de esquema entre proprietários de empresas falidas e os administradores da falência designados pela Justiça. Em apenas uma das quatro varas judiciais que tratam de falência em Curitiba, são movimentados R$ 15 bilhões em processo de falências e concordatas.


CNJ vai investigar “máfia das falências e da Apae” no PR


TJ impede advogado de atuar em falência, mas e a esposa de Moro?


PF investiga mafia das falências


PF INVESTIGA "MÁFIA DAS FALÊNCIAS E DA APAE " NA JUSTIÇA DO PR.

E agora Sergio Moro?

1ª GREVE GERAL DO PAÍS, HÁ 100 ANOS, FOI INICIADA POR MULHERES E DUROU 30 DIAS !

E VOCÊ DEVE CONHECER ESTA HISTORIA PARA SEGUIR O EXEMPLO! E FAZER ACONTECER.

                   


Greve teve início em uma fábrica têxtil em São Paulo, e só depois da adesão de outras categorias passou a ter demandas gerais 

Em junho de 1917, décadas antes da consolidação das leis trabalhistas no Brasil, cerca de 400 operários - em sua maioria mulheres - da fábrica têxtil Cotonifício Crespi na Mooca, em São Paulo, paralisaram suas atividades.

Eles pediam, entre outras coisas, aumento de salários e redução das jornadas de trabalho, que até então não eram garantidos por lei. Em algumas semanas, a greve se espalharia por diversos setores da economia, por todo o Estado de São Paulo e, em seguida, para o Rio de Janeiro e Porto Alegre. Era a primeira "greve geral" no país.

Mas uma das principais diferenças entre aquela e a greve geral convocada para esta sexta-feira, em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência, é que, em 1917, ela não foi anunciada como tal, disse à BBC Brasil o historiador Claudio Batalha, da Unicamp.

  • Greve geral: o que você precisa saber sobre a tentativa de parar o país pela 1ª vez em 20 anos 
  • Reforma trabalhista passa na Câmara: saiba o que pode mudar para os trabalhadores 
  • "Não é uma greve que já tivesse bandeiras gerais. 
Ela começa com questões específicas dos setores que vão aderindo ao movimento grevista, alguns por solidariedade. Depois é que a pauta passou a incluir desde reivindicações relacionadas ao trabalho até reivindicações de cunho político - libertação dos presos do movimento, por exemplo." 

Uma destas questões específicas, menos comentada nos livros de história, era o assédio sexual. Segundo Batalha, parte da revolta das funcionárias do Cotonifício Crespi era o assédio que sofriam dos chamados contramestres, funcionários que supervisionavam o chão de fábrica.

"Isso não era incomum na época. Greves anteriores já haviam começado contra determinado funcionário que tivesse um cargo de chefia e tirasse proveito desse poder", explica.

CRESCIMENTO

Mas se a convocação de 2017 reflete a insegurança causada pelo desemprego e pela recessão, em 1917, a indústria brasileira ia de vento em popa. 

Na verdade, os lucros das empresas chegavam a duplicar a cada ano. 

  • "Entre 1914 e 1917, com a Primeira Guerra Mundial, se passou de uma recessão econômica a um superemprego, porque os produtos brasileiros passaram a substituir os importados e a serem exportados", explica o historiador italiano radicado no Brasil Luigi Biondi, da Unifesp.
  • "Em 1914, o Cotonifício Crespi lucrou 196 contos de réis. No ano seguinte, o lucro foi de 350 contos de réis. E foi aumentando. Enquanto isso, aumentavam as horas de trabalho."
Com o aumento da produção, as fábricas brasileiras, que tinham poucas máquinas, vindas do exterior, tiveram que usá-las por mais tempo. Isso significava que os operários passaram a trabalhar até 16 horas por dia, sem aumento de salário.

No final de junho, a paralisação dos operários do Crespi contagiou os 1.500 operários da fábrica têxtil Ipiranga. Em seguida, se espalhou pela indústria de móveis, concentrada no Brás, e chegou até a fábrica de bebidas da Antarctica. 
  • "Em julho, a greve parou a cidade (São Paulo). Havia embates de rua e tentativa de saques aos moinhos que produziam farinha por causa da crise de abastecimento. Muitos foram mortos e feridos nos confrontos com a polícia", diz Biondi.
O movimento ganhou mais fôlego no dia 11 de julho, quando milhares acompanharam o enterro do sapateiro espanhol José Martinez, de 21 anos.

Ele morreu com um tiro no estômago depois que uma unidade de cavalaria da polícia dispersou manifestantes que quebraram barris de cerveja diante da fábrica da Antartica, segundo o jornal O Estado de S. Paulo, que noticiou o confronto.

"A partir daí, a greve se alastrou para quase todas as cidades do interior de São Paulo. Campinas, Piracicaba, Santos, Sorocaba, Ribeirão Preto. Até Poços de Caldas, no sul de Minas, que não era uma cidade industrial, teve movimentos de greve", afirma o historiador.


NEGOCIAÇÃO

                                
Repressão a grevistas aumentou a adesão de trabalhadores à paralisação.

Em 16 de julho - mais de um mês após o início da paralisação no Cotonifício Crespi - um acordo entre autoridades, organizações trabalhistas e industriais, mediado por jornalistas, pôs fim à greve em São Paulo. Mais ainda não era o fim da greve geral.

"Só em São Paulo a greve de fato terminou com uma negociação única. No Rio e em Porto Alegre, os movimentos tiveram dimensões gerais, mas só terminaram na medida em que cada setor chegava a um acordo com seu patronato. O ritmo de saída da greve foi aos poucos, assim como a adesão", explica Batalha.

Segundo Biondi, até mesmo na cidade de São Paulo ainda havia categorias entrando em greve no dia 18 de julho, como os pedreiros. Parte dos empresários se recusava a assinar os acordos e queria negociar condições diretamente com os funcionários.

Mesmo com a assinatura dos acordos, a consolidação dos direitos só viria em 1943, durante o regime de Getúlio Vargas.

  • "O que acontecia muitas vezes na época é que algo era obtido com uma greve, passava-se algum tempo e essa reivindicação voltava para nada", diz Claudio Batalha.
  • "Em 1907, também houve uma série de greves pedindo a jornada de trabalho de oito horas. E elas chegaram a diminuir, mas, depois de algum tempo, o patronato voltou a estabelecer as jornadas anteriores. O mesmo ocorreu após 1917."
  • A experiência da primeira greve geral também fez com que os empresários se preparassem para enfrentar futuras paralisações - o que tornou novas negociações mais difíceis para os trabalhadores.
  • "Uma das coisas que levou ao sucesso relativo da greve em 1917 é que as fábricas não tinham estoques. Quando os operários paravam, não havia produtos nas lojas. A partir daí, eles passaram a ter grandes estoques, e podiam permanecer sem funcionar um certo período porque tinham produção para vender."
Batalha lembra, no entanto, que o acordo só surgiu depois que "a greve atingiu dimensões tais que não tinha mais como controlar o movimento".
  • "A primeira tentativa de lidar com a greve foi de repressão. Essa era a tônica do período, tanto que houve mortes. Parte do processo de ampliação da greve, inclusive, se deveu a essas mortes."
"Até hoje a solução repressiva pode ser um desserviço às autoridades. Se a gente pensar nos protestos de 2013, a virada no número de pessoas em São Paulo foi quando houve uma repressão desproporcional à manifestação", afirma.

IDEOLOGIA

Em fevereiro de 1917, meses antes da greve brasileira, mulheres que trabalhavam na indústria têxtil deram início a protestos e a uma paralisação que teria consequências ainda maiores: a revolução russa.

"Essa greve também é importante porque mostra a conexão do Brasil com o resto do mundo. Naquele ano, greves como aquela ocorreram em diversos países", diz Luigi Biondi.

Ideologias como o anarquismo e o socialismo marxista, que chegaram a São Paulo principalmente pelos imigrantes italianos, tiveram um papel importante na organização do movimento.

"Por causa da Rússia, eles tinham a ideia de que aquilo poderia levar a uma insurreição dos trabalhadores. Isso não ocorreu, mas a cidade foi tomada. Pela primeira vez isso espantou as elites do país, que começaram a se dar conta de que a questão social urbana era grave e tinha que ser considerada."

Batalha acha que as correntes socialistas "tinham certa liderança", mas que sua influência era maior sobre trabalhadores qualificados. 
  • "O que faz com que uma greve funcione é que as pessoas sintam que aquele estado de coisas chegou ao limite. Uma das características importantes de 1917 é que, pela primeira vez, setores que não participavam desse tipo de movimento começaram a participar." 
Então vamos fazer outra greve geral!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

100 ANOS DE GREVE GERAL E AS PESSOAS AINDA NÃO APREENDERAM A LER !

Quem mesmo, é vagabundo??


Vagabundo é esse filhote de empresário que explora pobres em busca de seus altos lucros.Esse imbecil não tá preocupado com as pessoas que ele diz querer trabalhar....

Ele ta preocupado com os milhões que seus amiguinhos empresários deixam de ganhar por um dia não produtivo. 


Ele ta cagando pra quem trabalha. Não fosse assim não seria a favor dessas reformas de escravidão .

"Quando um sujeito de classe média( pobre de direita)  diz que greve é coisa de vagabundo, eu fico com vontade de sentar com ele numa pracinha, comprar um algodão doce, respirar fundo e falar:
"Sabe fulaninho esperto, há 100 anos atrás não existia classe média. 
  • Não existia você. Não existia autonomia. 
  • Não existia profissional liberal. 
  • Nem existia assalariado. 
Há 100 anos atrás, pobre de direita, existia uma pequena elite difusa que se transformou em burguesia, herdeira secular de terras, privilégios, favores e negócios que remetem aos regimes monárquicos, seja no Brasil ou na Europa. 

Essa elite era dona de tudo: 
  • das terras, 
  • das fábricas, 
  • dos meios de produção. 
E tudo o que o povão tinha era fome, sede, frio, calor e força de trabalho pra vender por QUALQUER merreca que essa elite quisesse pagar.

Sabe pobre de direita, esse povão trabalhador, durante décadas, foi explorado, torturado, privado de tudo, em nome do lucro de poucos. E durante décadas esse povão precisou se unir, e lutou, combateu, apanhou, foi preso....até ser ouvido para, pouco a pouco (bem lentamente mesmo), à duras penas, conquistar direitos trabalhistas que hoje regulam o que você faz.

E foi esse povo que, consolidados os seus direitos, passou a ser um negócio chamado:
  • classe média.
Esse povo, com muito suor e sangue, inventou uma classe social de esquerda  potente e enorme que, no caso, Fulaninho, é a sua classe social. 

Você é o resultado prático da luta, das greves, das manifestações, e de toda organização política feitas por gente que, por sua força de MASSA, de CONJUNTO, conseguiu mudar o paradigma do século 20.

Seja você um autônomo, dono de uma pequena ou média empresa, seja você um profissional liberal, um prestador de serviços...seja você o que for, você foi inventado por GREVISTAS e só existe porque GREVISTAS permitiram que você pudesse existir e ser livre.

Sem os grevistas, pobre de direita espertalhão, hoje você estaria dormindo 3 horas por dia e almoçando água com pedra. Sempre na nobre companhia de um senhorio com uma CHIBATA na mão para que você nunca se esqueça quem manda.

O tempo passou, o mundo mudou, mas nem tanto. Eles continuam tendo o poder e sendo poucos. E os trabalhadores continuam sendo a maioria e fazendo da sua UNIÃO a única arma para garantir sua sobrevivência e seus direitos.
  • Acorda, pobre de direita
O único vagabundo aqui é aquele que teve preguiça e a incapacidade de ler os livros de história."

Não basta escrever e se esconder temos que mostrar nossa face e ter coragem de enfrentar O SISTEMA.

E VOCÊ TA JUNTO.

H.R.R.

O POVO AINDA GOSTA DE SER ENGANADO PELA MÍDIA!VIVEMOS UM MOMENTO DE TERROR!

Leiam, o que diz quem estava lá. NÃO FORAM OS MANIFESTANTES . Pensem!!!
Sobre a manifestação no Rio de Janeiro !


Não, a culpa da truculência e da absurda violência que dispersou a manifestação no centro do Rio, na tarde do dia 28 de abril, não foram de vândalos. Não acreditem nisso que as TVs e os jornais estão mostrando : -
  • Os mesmos que apoiaram o golpe civil-militar de 64 - jornalistas da Rede Globo estão querendo vender. Não teve a ver com ônibus queimados ou vidraças quebradas, amigos. 
  • Não caiam nessa esparrela, por favor!
Eu estava lá, junto a milhares de outros trabalhadores que, pacificamente, protestavam contra o brutal corte de direitos que representam as reformas trabalhistas e da previdência. Nós fomos covardemente encurralados. Viramos alvo de bombas, gás pimenta, bolas de borracha. 


Eu estava parado numa roda de amigos na Cinelândia, em frente à Câmara. O clima estava amistoso, tranquilo, e apenas as notícias de confusão na Alerj poderiam trazer alguma preocupação. Assim que ouvimos o ruído das primeiras bombas, vindo da Rio Branco, decidimos seguir para zonas mais à beirada. 
  • A correria nos pegou na calçada dos Amarelinhos, com as bombas e o gás vindo em nossa direção. Seguimos pela Alcindo Guanabara, achando que poderíamos sair do tumulto, ir embora. Mas a polícia simplesmente havia cercado tudo, feito um círculo ao redor da manifestação e seguiu nos encurralando, atirando bombas ao deus dará. 
Ela nos imprensaram, sem que houvesse saída. Uma tocaia, literalmente.


Havia crianças chorando, idosos, muita gente passando mal, em pânico. Eu e uma amigo conseguimos abrigo num prédio da Rua Álvaro Alvim, onde já havia uma pequena multidão, espremida. Uma mulher deitada ao chão chorava copiosamente, gritando que sua filha havia ficado lá fora. 
  • Estamos numa guerra, pensei. O cheiro do gás fez com que subíssemos as escadas - e cada vez mais. 
Com medo de que a polícia entrasse no prédio, seguimos até a Lapa. Era tudo terror, era tudo inacreditável. Na Rua da Lapa, nova correria, mais bomba. Entramos no pátio da ACM. O carro de guerra da polícia estacionou na frente, com os policiais apontando as armas - sem deixar nenhuma dúvida de sua disposição ao ataque. Repito: não havia nada ali acontecendo. Apenas pessoas caminhando, indo embora, nada mais. 
  • Mais espera, mais terror, e alcançamos a Glória.
Paramos no bar Vila Rica para beber alguma coisa e tentar raciocinar, aturdidos pelo gás e por todo o resto. Não estávamos mais num protesto. Era o Vila Rica, era a Glória, com a calçada cheia de jovens aproveitando a noite de sexta, gente indo correr, cachorros passeando. Em poucos minutos, a correria nos alcançou novamente. 

E as bombas, e o gás. Pois a polícia não apenas encurralou manifestantes pacíficos - ela os perseguiu, por diferentes bairros. 

Nos abrigamos numa padaria. As notícias dos grupos de whatsapp e via Fabebook eram assustadoras. Amigos ajudando pessoas que passavam mal na plataforma do metrô, onde o gás também chegou. Amigos ainda presos ao labirinto de bombas da Cinelândia e da Lapa. 
  • Nas ruas, pavor e correria.
Agora já estamos em casa, e eu queria muito dizer: 
  • não, não foram os "vândalos". 
Não acreditem nisso.E não amos desistir de nossa Luta!


E você Vai desistir?

sexta-feira, 28 de abril de 2017

IR ULTRA - : VEJA COMO DECLARAR R.R.A NO IMPOSTO DE RENDA

SEUS RENDIMENTOS RECEBIDOS ACUMULADAMENTE !

Como os contribuintes devem declarar, no seu I.R.P.F (Imposto de Renda Pessoa Física):- 

  • Rendimentos Recebidos Acumuladamente? Para responder a essa pergunta, a Diretoria de Assuntos 

     &  , analisou a legislação vigente e apresenta as opções.
Quem recebeu precatórios ou R.P.V (Requisições de Pequeno Valor) em 2012 tem à sua disposição duas formas de fazer a declaração: 

  1. Na ficha RRA, ou Rendimentos Recebidos Acumuladamente, opção exclusiva na fonte; 
  2. Na ficha RRA, opção ajuste anual. Essas opções são excludentes, ou seja, apenas uma poderá ser escolhida.
Como sugestão, é bom ter o programa da declaração aberto, para facilitar o acompanhamento. É sempre recomendável fazer uma simulação, no programa de declaração do IRPF (Imposto de Renda da Pessoa Física), das duas alternativas antes de confirmar sua opção.

Na primeira opção 
  • contribuinte deve informar o valor recebido na ficha RRA, marcar a opção de tributação "Exclusiva na fonte" e apresentar todos os dados solicitados, principalmente, o número de meses. Esse dado é necessário, pois o programa vai multiplicar a tabela do I.R.P.F pelo número de meses a que se refere o rendimento recebido.
Vale lembrar que o período da G.D.A.T para os beneficiários da ação do  processo de ex funcionários, nas execuções promovidas pelo escritórios de Advogados ,exemplo: -

  • De abril de 2000 a dezembro de 2002. Os vencimentos relativos a 13º salários não foram incluídos nas planilhas. E, por esse motivo, a contagem é de 33 meses. Importante ressaltar que esse número só vale para quem já estava aposentado antes de abril de 2000. Se a pessoa se aposentou, por exemplo, em julho de 2001, os meses a serem contabilizados vão de julho de 2001 até dezembro de 2002.
Da mesma forma, se algum filiado aposentado faleceu em data anterior a dezembro de 2002, o número de meses será contado de abril de 2000 (ou do mês em que se deu a aposentadoria) até o mês do falecimento. Cabe lembrar também que essas informações não se aplicam a ações de entidades diversas daquelas que compõem os Sindicatos Nacionais.

Em relação à G.D.A.T recebida em execuções promovidas pelo escritório de Advogados, também do ex-funcionários , a informação sobre o número de meses deve ser solicitada através aos advogados .

Em relação àqueles que receberam precatórios relativos ao reajuste , o período vai de janeiro de de um determinado inicio processual ao do período requerido , considerando-se também os 13º salários. 

Assim, quem recebeu o valor em relação a todo o período, deve informar na ficha da DAA exemplo , 85 (oitenta e cinco meses). Quem entrou na carreira em data posterior, deve fazer o ajuste para o respectivo mês e ano de entrada, sempre lembrando que o 13º é considerado como um mês.

  • Pode-se, também, optar pela declaração na ficha RRA.

Para isso, basta marcar opção de tributação "ajuste anual" e informar todos os dados solicitados. 
Em regra, a tributação no ajuste anual só vale a pena para quem teve gastos médicos ou pensão alimentícia elevadíssimos. Isso porque o RRA será somado com os demais rendimentos, sendo todo o rendimento tributado à alíquota de 27,5%.

Fique atento e consulte seu contador, fazer imposto de renda não é para qualquer pessoa e sim para um profissional deGestão Comercial Contábil.

Maiores informações  consulte :-





quinta-feira, 27 de abril de 2017

PENSÃO ALIMENTÍCIA PARA FILHOS MAIORES DE 18 ATÉ 24 ANOS TAMBÉM TÊM DIREITO!

Questão que sempre suscita dúvidas diz respeito à possibilidade do filho maior receber pensão alimentícia. 


O assunto é interessante e demanda certo cuidado com sua análise para que não se tenha equivocada noção do que prescreve o Direito de Família.

A pensão alimentícia é um direito previsto no art. 1.694 do Código Civil, segundo o qual podem os parentes, os cônjuges e os companheiros pedir uns aos outros os alimentos que necessitam para sobreviver, conforme sua condição social. O dispositivo, como se vê, relaciona às fontes jurídicas de família que permitem o pleito de alimentos, a nosso ver, em rol taxativo, que não permite extensões interpretativas.

Por sua vez, os arts. 1.696 e 1.697 da mesma Lei destacam que na relação de parentesco, o direito é recíproco entre os sujeitos e que cabe aos ascendentes, descendentes e irmãos. Os dispositivos em nenhum momento colocam a idade como um limitador do direito. Ora, se um pai pode pedir alimentos ao filho, temos evidenciada a impossibilidade de pensarmos a idade como sendo uma barreira a este direito!

O que acontece na verdade é que a maioridade traz a mudança do fundamento jurídico que permite o pedido dos alimentos. 
  • Enquanto os filhos são menores, o fundamento para o pleito alimentar é o dever de criação e sustento que os pais têm, decorrente do poder familiar (antigo pátrio poder). 
  • Após a maioridade, extingue-se o poder familiar, mas o princípio da solidariedade mantém entre os parentes o dever de mútua-assistência, para evitar que eles entrem em situação de necessidade dos 18 aos 24 anos em formas de estudos.
Importantíssimo ter em mente que o fundamento básico da prestação alimentícia é a NECESSIDADE de quem pede, o que não pode ser confundido jamais com a VONTADE. O menor de idade, por ser absoluta ou relativamente incapaz, é reconhecido pela lei como presumidamente carente, sendo indiscutível o direito aos alimentos. Já o filho maior que pretende pedir a pensão alimentícia, tendo adquirida a capacidade plena, terá que demonstrar ao Juiz a existência de sua real necessidade, ou seja, a impossibilidade de autossustento seja por desemprego, doença, ausência de preparo para o mercado de trabalho ou outras situações que possam se apresentar no plano prático

.Mas nada impede um acordo entre o pais o filhos para a manutenção da pensão estudantil até aos 24 anos por escritura publica.Fica um aviso aos filhos que recebem esta pensão:-
  • A pensão alimentícia recebida acumuladamente em cumprimento de decisão judicial, acordo homologado judicialmente ou por escritura pública, é tributada, no momento em que se torna disponível para o beneficiário, na forma de carnê-leão, e, posteriormente, na declaração de ajuste.
  • O rendimento recebido a título de pensão está sujeito ao recolhimento mensal (carnê-leão) e à tributação na Declaração de Ajuste Anual. O contribuinte do imposto é o beneficiário da pensão, ainda que esta tenha sido paga a seu representante legal. O beneficiário deve efetuar o recolhimento do carnê-leão até o último dia útil do mês seguinte ao do recebimento.

Regulamento do Imposto sobre a Renda 

Se um contribuinte informar em sua declaração de ajuste um dependente que receba pensão alimentícia:- 
  • Deve incluir tais rendimentos como tributáveis, independentemente do valor. Pode ainda o beneficiário da pensão apresentar declaração em nome próprio, tributando os rendimentos de pensão em separado.
  • Atenção:

    (Instrução Normativa RFB nº 1.500, de 29 de outubro de 2014, arts. 53, inciso IV, e 103)
(Lei nº 7.713, de 22 de dezembro de 1988, art. 12; Decreto nº 3.000, de 26 de março de 1999 – Regulamento do Imposto sobre a Renda – RIR/1999, art. 718)
Assim, a jurisprudência Brasileira tem entendido que estando o filho em idade estudantil, leia-se, enquanto se prepara na graduação, ainda não tem condições de se sustentar sozinho e, por isso, necessita de alimentos. O entendimento não traça uma idade limítrofe e está atento a abusos como, por exemplo, a falta de empenho ou postergação da formatura, a mudança de cursos injustificada sem conclusão do anterior, enfim, de situações que permitam concluir que o beneficiário encontra-se meramente buscando a perenização do pensionamento.

Outro ponto importante diz respeito ao momento em que o beneficiário começa a receber a pensão, que traz importantes conseqüências processuais.

Caso a pensão tenha sido fixada judicialmente enquanto o filho é menor, o STJ sumulou o entendimento (Súmula 358) de que a necessidade se posterga para a maioridade, sendo que o cancelamento do benefício demanda outra decisão judicial a ser produzida em contraditório, sendo que a prova da capacidade de autossustento do beneficiário é do devedor da pensão.

Por outro lado, se filho maior ainda não tinha o direito estabelecido judicialmente, será dele a prova de necessidade para que o encargo seja judicialmente estabelecido, sendo certo que os entendimentos atuais são muito mais rigorosos para concessão.

O rigor advém da lógica jurídica da própria previsão dos alimentos, relacionada apenas a situações de NECESSIDADE, já que não é justo nem razoável que alguém sustente outra pessoa indefinidamente.
  • Vale destacar decisão interessante proferida no Recurso Especial nº 1218510/SP, que desonerou um pai do pagamento de pensão à filha, que fundamentava sua pretensão à necessidade decorrente do objetivo de prosseguir nos estudos e cursar o mestrado, o que inviabilizava a busca por um trabalho. 
O entendimento firmado foi no sentido de que a formação profissional se completa com a graduação, ainda que se reconheça a sequência nos estudos agregue a probabilidade de melhor colocação profissional. 

Contudo, concluiu-se que o estímulo à qualificação profissional não pode ser imposta de forma perene, a ponto de subverter o instituto dos alimentos que tem por objetivo preservar as condições mínimas de subsistência em um eterno dever de sustento.

BOLSONARO!!! A CRISE ECONÔMICA AMERICANA CHEGANDO DE DRONE NO MUNDO

A CRISE AMERICANA A GRANDE MARMOTA DE UMA  CRISE IMOBILIÁRIA DE 2008! Com o Golpe Financeiro no Setor imobiliário ,uma vez mais economia...